Seg13072020

Prof. Antonio Carlos Diegues publica Texto para Discussão sobre os limites da contribuição da indústria brasileira

O Prof. Dr. Antonio Carlos Diegues, coordenador do NEIT, publicou nesse mês de fevereiro de 2020, o Texto para Discussão 372: "Os limites da contribuição da indústria ao desenvolvimento nos períodos Lula e Dilma: a consolidação de uma nova versão do industrialismo periférico?".

Resumo: O objetivo deste artigo é analisar os limites da contribuição da indústria brasileira ao desenvolvimento em dois momentos qualitativamente distintos: o ciclo de relativa pujança entre 2003 e 2010 e a desaceleração e reversão entre 2011 e 2015. Para tal utiliza-se a metodologia de decomposição estrutural por meio da técnica de shif-share, a fim de se mensurar tal contribuição em três dimensões: (i) produtividade, (ii) salários e remuneração média e (iii) sofisticação das exportações em relação às importações. Como resultados, o artigo traz elementos que sugerem a consolidação de um padrão de organização estrutural da indústria brasileira que limita sua capacidade de contribuição ao desenvolvimento independente dos econômicos domésticos. Esses limites seriam materializados na incapacidade de se engendrar um ciclo de desenvolvimento virtuoso que viabilizasse a reconfiguração da estrutura produtiva em direção a atividades que aumentem a produtividade, a remuneração média e o grau de sofisticação das exportações em relação às importações. Por fim, conclui-se que estes limites estariam associados ao fenômeno que este artigo sugere que seja interpretado como uma nova versão do industrialismo periférico (e agora regressivo).

Confira: https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/TD/TD372.pdf?fbclid=IwAR3N9XNeU6AfecWotun4nwzIsJtTX7n9tGWrEANghQ-LE-KKHqGEvmTdgak

diegues